MENU

MAIS VISTAS

Mãe flagra filho sendo estuprado dentro de casa pelo próprio pai POLÍCIA
Mãe flagra filho sendo estuprado dentro de casa pelo próprio pai
No dia das mães, filha expõe traição da mãe: ‘obrigada por ter ficado com meu marido’ BOMBOU NA NET
No dia das mães, filha expõe traição da mãe: ‘obrigada por ter ficado com meu marido’
Chocante: vídeo de mulher com a vagina infestada de vermes INTERNACIONAL
Chocante: vídeo de mulher com a vagina infestada de vermes

Imagem Site RIMS

A Águas Guariroba premiou na noite de ontem (20) no museu do MARCO, as escolas finalistas do 1º Prêmio Respeito dá o Tom. Com 122 trabalhos inscritos nas categorias artes plásticas, projeto de pesquisa e......

MÍDIAS SOCIAIS

  • Imagem Site Logar-se
a

Justiça nega pedido de liberdade a pai de criança morta por agressão

Em sua justificativa, o magistrado alega que “o requerente supostamente agrediu o menor Rodrigo Moura dos Santos, de aproximadamente 1 ano de idade, que faleceu” e contesta a defesa alegando que a criança possuía lesões não recentes, como um hematoma na cabeça

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
Justiça nega pedido de liberdade a pai de criança morta por agressão

O juiz da 3ª Vara Criminal de Dourados, Cezar de Souza Lima, negou o pedido de habeas corpus feito pela defesa de Joel Rodrigo Avalo Santos, 24, pai do menino Rodrigo Moura Santos, 1, morto no dia 16 de agosto. A decisão foi publicada ontem (27/8) e anexada junto ao processo. O rapaz foi indiciado por maus-tratos e está preso desde o dia do fato.

Para buscar a liberdade, os advogados do acusado afirmaram que não havia elementos a indicar possível autoria no crime “especialmente porque não estava na residência no momento da morte da criança e ficou desesperado quando soube dos fatos”, diz trecho, remetendo também a confissão da madrasta da criança e mulher dele, Jéssica Leite Ribeiro, 21, assumindo a autoria das lesões que levaram o menor a morte, “sem olvidar que recentemente sua convivente mudou a versão, isto é, confessou a autoria delitiva”. 

Em sua justificativa, o magistrado alega que “o requerente supostamente agrediu o menor Rodrigo Moura dos Santos, de aproximadamente 1 ano de idade, que faleceu” e contesta a defesa alegando que a criança possuía lesões não recentes, como um hematoma na cabeça. 

“Diversamente do alegado pela defesa (f. 1-24), há indícios da prova da autoria delitiva, especialmente porque a testemunha (...) informou que a criança tinha uma lesão na testa que não era recente”, alega o juiz. 

O caso 

Na manhã do dia 16 de agosto o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foi acionado para atender um bebê que estaria passando mal, na rua Presidente Kenedy, região da Cabeceira Alegre. 
No local, os socorristas constataram que a criança já estava morta. 

A perícia foi acionada e constatou hematomas nas costas, cabeça e pescoço do bebê.

O menino foi levado ao Imol (Instituto de Medicina e Odontologia Legal), onde constatou-se a morte violenta, incluindo a ruptura do fígado dele.

Tanto a madrasta, quanto o pai da criança, acabaram encaminhados à delegacia e permanecem presos.

Fonte: Dourados News

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Olá, deixe seu comentário para Justiça nega pedido de liberdade a pai de criança morta por agressão

Enviando Comentário Fechar :/
Image
Top