MENU

MAIS VISTAS

Mãe flagra filho sendo estuprado dentro de casa pelo próprio pai POLÍCIA
Mãe flagra filho sendo estuprado dentro de casa pelo próprio pai
No dia das mães, filha expõe traição da mãe: ‘obrigada por ter ficado com meu marido’ BOMBOU NA NET
No dia das mães, filha expõe traição da mãe: ‘obrigada por ter ficado com meu marido’
Chocante: vídeo de mulher com a vagina infestada de vermes INTERNACIONAL
Chocante: vídeo de mulher com a vagina infestada de vermes

Imagem Site RIMS

A Águas Guariroba premiou na noite de ontem (20) no museu do MARCO, as escolas finalistas do 1º Prêmio Respeito dá o Tom. Com 122 trabalhos inscritos nas categorias artes plásticas, projeto de pesquisa e......

MÍDIAS SOCIAIS

  • Imagem Site Logar-se
a

'Em outubro, vou de Bolsonaro', diz dono da Centauro

Sebastião Bomfim Filho, dono de uma das maiores varejistas do país, afirma que seu candidato à presidência já está escolhido

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Sebastião Bomfim Filho, dono da rede de artigos esportivos Centauro, uma das maiores varejistas do país, anunciou em entrevista ao Estadãoque seu candidato para as eleições deste ano já está decidido: "Em outubro, vou de Bolsonaro".

 Apesar de reconhecer que sofrerá represália, principalmente por parte de seus amigos da elite paulistana, o empresário afirma que esta é a chance do deputado do PSL "romper com o modelo que está aí" que, segundo ele, é refém do presidencialismo de coalizão e de um Estado que alimenta privilégios. "Estou em São Paulo. A elite aqui vota no Alckmin", diz Bomfim, que votou em Aécio Neves na última eleição.

Segundo ele, o ex-governador "foi um bom gestor", mas perdeu seu encanto ao firmar acordo com o centrão (bloco composto por DEM, PP, PRB, PR e SD). "O que eu não quero é o presidencialismo de coalizão. Quero menos ainda um petismo. E menos ainda uma ditadura", diz. 

O mineiro de 65 anos conta que quase abandonou Bolsonaro quando este anunciou como vice o General Hamilton Mourão (PRTB): "Veio aquele barulho de coturno, de caserna. Virou uma chapa militar. Vivenciei a ditadura. Não dá. Claro que eu desisti". O desgosto, porém, durou pouco, visto que logo depois ele se encontrou com o candidato e sentiu mais "segurança" em seu voto. 

Bomfim admite que Bolsoraro não tem preparo adequado para o cargo, mas isso não o incomoda. Ele explica também que acredita no liberalismo econômico e que o economista Paulo Guedes, sócio da Bozano Investimentos e coordenador do programa econômico do deputado, "acalma" seu espírito empresarial. "Bolsonaro tem a sinceridade e a humildade de reconhecer suas deficiências e isso conta muito", diz. 

Fonte: InfoMoney

 

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Olá, deixe seu comentário para 'Em outubro, vou de Bolsonaro', diz dono da Centauro

Enviando Comentário Fechar :/
Image
Top